Investing & Day Trading Education:  Day Trading Academy
Free ebooks Library zlib project z-library zlibrary project

Revisão Semanal

A grande notícia da semana foi a recuperação das ações em uma série de transações por todo o mundo. O mercado de ações americano liderou o caminho esta semana. Levando em conta que os aumentos dos preços dos produtores são quase nulos, há pouca necessidade de o Federal Reserve (Banco Central) aumentar as taxas de juros nos próximos meses. Ainda há folga abundante na economia, apesar da relativamente baixa taxa de desemprego oficial. O consenso é que não haverá aumento das taxas de juros, pelo menos até setembro. Os investidores foram reenergizados nesta análise, por isso da alta nos mercados.

Outro evento de grande importância nesta semana foi a queda contínua no valor do dólar americano (USD). Apesar de que o dólar mais forte acaba por tornar as importações para os Estados Unidos menos caras, as exportações americanas estavam sofrendo. Um dólar um pouco mais fraco será uma boa notícia, tanto na Europa e na Ásia, ao reduzir a pressão financeira sobre as moedas individuais nessas duas regiões econômicas.

O terceiro item que está impactando os investidores é o renascimento do preço de metais preciosos em todo o mundo. Um número de países, e seus cidadãos, têm intensificado a compra destes metais, especialmente ouro e prata. Além disso, a JP Morgan, um banco e firma de investimentos americano, acumulando enormes quantidades de prata para si e seus clientes.

O preço do óleo bruto americano WTI (West Texas Intermediate) para os contratos de junho está agora em 59,88 dólares USD, depois de passar a maior parte da semana acima de $60,00 USD por barril. Na semana passada, o petróleo encerrada na quinta-feira em $58,94, então o preço ficou praticamente inalterado até o momento. Duas semanas atrás era $59,72 dólares. Há três semanas atrás o petróleo era vendido por $57,74 USD e há quatro semanas atrás, $56,71 USD. A baixa das 52 semanas do petróleo foi $45,93 USD e a alta foi de $98,22 USD. A presente estagnação no preço é o resultado da preocupação dos traders com a quantidade de óleo que será adicionada ao suprimento global, caso as sanções contra o Irã sejam derrubadas. Isto é, se um acordo nuclear com esse regime for alcançado.

No mercado internacional o tipo Brent está cotado em $66,59 USD. Na semana passada ele estava em $65,54 USD no fechamento quinta-feira. Duas semanas atrás o preço era $66,79 USD por barril. Há três semanas atrás estava cotado em $64,85 dólares e há quatro semanas, por $63,98 USD. O aumento da instabilidade no Oriente Médio elevou o preço do petróleo Brent em um aumento ligeiramente superior em relação ao mês passado. O petróleo ainda está sendo vendido a um preço mais elevado nas últimas duas semanas do que em qualquer momento desde o início de dezembro de 2014.

Em contraste, tem havido uma grande recuperação de metais preciosos. O ouro está sendo vendido por $1.222,40 USD a onça, em comparação aos $1,184.60 na semana passada. Isto representa um aumento de 3,19% no preço. Duas semanas atrás, foi vendido por $1,185.20 dólares. Três semanas antes, foi vendido por $1,194.50 USD e, na semana anterior $1,198.80 USD. No momento o preço está estabilizado.

O mesmo está sendo visto com a prata que está sendo vendida por $17,55 USD esta semana, em comparação aos $16,38 USD na semana passada. Este é um aumento de 7.14% em uma semana. Duas semanas atrás, a prata era vendida por $16,20 USD a onça. Podemos comparar isso aos $15,95 USD de três semanas atrás e $16,37 USD no mês passado.

A platina também tem experimentado um aumento no preço para a semana, vendendo por $1,162,00 USD por onça, em comparação com os $1,134 USD na semana passada. O aumento foi de apenas 2,47% desde quinta-feira passada. Duas semanas atrás, o metal estava sendo vendido por $1,146.00 dólares. Três semanas antes estava em $1,139.00 USD. Há um mês atrás estava sendo vendido por $1,163.00 USD a onça.

Diferentemente dos outros metais, o paládio estava sendo vendido ontem por $784,00 USD. Ficou praticamente inalterado em relação à semana anterior, quando era comercializado por $783,00 a onça. Duas semanas atrás o preço era $781,00 USD. Ele se estabilizou um pouco vendendo por $774,00 USD há três semanas desta quinta-feira e $784,00 USD no mês passado.

A New York Stock Exchange (NYSE) reagiu fortemente quando percebeu que o Fed não irá aumentar as taxas por enquanto. As ações atingiram um pico, em 18,252.24, um ganho diário de 191.75. No final do dia útil da quinta-feira passada, chegou a 17.924.06. Há duas semanas ela fechou em 17,840.52. Podemos comparar isso com três semanas atrás, quando ela estava em 18,058.69. Um mês atrás, ela estava em 18,105.77.

A americana Standard & Poor (S&P) 500 ficou em 2,121.10 ontem, em comparação com 2,088.00 na semana passada. Duas semanas atrás, era 2,085.51. Três semanas atrás, o índice estava em 2,112.93 e, há um mês, 2,104.99. Ela manteve-se notavelmente estável.

A NASDAQ americana bateu um recorde esta semana, indo muito além do recorde anterior no ano de 2000, pouco antes do fim do boom dot.com. Ela ficou perto, ou, acima de 5,000 para as últimas semanas. Três semanas atrás ela estava em 5,056.06 e na semana anterior, 5,007.79. Duas semanas atrás ela tinha caído abaixo de 5,000 novamente, ficando em 4,941.42. Ela ficou praticamente inalterada na semana passada, fechando em 4,945.54. Ontem fechou em 5,050.80, depois de um ganho de 69,10 na quinta-feira.

A alemã DAX tem ido na contramão na maior parte do mês. O indicador tinha flertado com o benchmark de nível 12.000, durantes várias semanas no mês passado. Cinco semanas atrás estava em 12,166.44. Quatro semanas a partir de quinta-feira passada, ela ficou em 11,988.86. Três semanas atrás, tinha diminuído para 11,723.58. Duas semanas atrás, quinta-feira, ela caiu ainda mais e fechou em 11,454.38. Ontem, o dia útil terminou com o índice em 11,559.82, um ganho confortável a partir de quinta-feira passada, quando ela tinha caído para 11,407.97.

A britânica FTSE 100 terminou nesta quinta-feira em 6,973.04, um pequeno aumento em relação aos 6,886.95 da última semana. Duas semanas atrás ela estava em 6,960.63, caindo abaixo do benchmark de 7000 novamente. Três semanas atrás, fechou em 7,053.67. Um mês atrás, estava em 7,060.45.

O STOXX 50 Europeu terminou esta semana em 3,602.22, em comparação com 3,556.21 na semana passada. Duas semanas atrás era 3,615.59. Três semanas antes, fechou em 3,697.88. Um mês atrás registrou 3,751.72 A bolsa estava em declínio há mais de um mês até a reversão desta semana.

A japonesa Nikkei, que foi ajudada pela notícia de que o país estava tendo um superávit comercial pela primeira vez em 3 anos, ficou acima de 20.000 três semanas atrás, terminando em 20,187.65. Foi um aumento em relação aos 19,885.77 de quatro semanas atrás e, dos 19,916.22 de cinco semanas atrás. Duas semanas atrás, quinta-feira, o índice perdeu 538,94 pontos terminando em 19,520.01, uma baixa para o mês. Na semana passada, diminuiu ainda mais, depois de uma perda de mais de 239,64 pontos na quinta-feira. A bolsa terminou o pregão em 19,291.99. Esta semana houve uma recuperação no início da semana, perdendo 194,48 ontem, mas recuperando-se esta semana, fechando em 19,570.24.

A HANG SENG de Hong Kong estava fechando em alta por mais de um mês. O mercado tinha visto um aumento constante a partir de 25,263.23 de seis semanas atrás, que em seguida chegou a 26,944.39 e depois, em 27,739.71, terminando há três semanas em 27,863.29. Os ganhos subiram ainda mais há duas semanas, em resposta às políticas de estímulo na China, terminando em 28,138.79. A série de vitórias terminou na semana passada, com o índice chegando a 27,289.97. Ele permaneceu praticamente inalterado esta semana, fechando em 27,286.86.

A australiana S&P/ASX 200 estava em 5,844.77 três semanas atrás. Há duas semanas desta quinta-feira, o índice terminou em 5,790.00. Quatro semanas atrás, a bolsa havia registrado 5,947.47. Ela tinha continuado a operar dentro de uma faixa de 200 pontos, pouco abaixo do valor de referência de 6000. Na semana passada, isso mudou quando a bolsa mergulhou, caindo para 5,645.70. Esta semana ela se recuperou um pouco, ficando em 5,696.50.

Com relação ao câmbio, o euro aumentou em valor em relação ao dólar, quando subiu de $1,08 USD no mês passado, para $1,12 USD nas duas últimas semanas. Esta semana, o euro ficou mais valorizado ainda, ficando em $1,14 USD.

O iene japonês ficou em 119,71 na semana passada, em comparação com 119,53 há duas semanas na taxa de câmbio com o dólar dos Estados Unidos. Três semanas atrás, ficou em 119,59 e, 119,02 um mês atrás. A moeda depreciou ligeiramente esta semana, chegando a 119,41.

A libra britânica valia $1,51 USD há três semanas e $1,49 um mês atrás. Duas semanas atrás, e na semana passada, a taxa de câmbio manteve-se inalterada em $1,54. Esta semana houve uma nova apreciação da libra em relação ao dólar norte-americano, quando o valor chegou em 1,58. A libra está mostrando força crescente, assim como o Euro.

O Investment Newsletter testemunhou 2 target fills esta semana.

A empresa de publicidade francesa Criteo (CRTO), alcançou o objetivo de médio prazo no dia 14/05/15. A ação foi originalmente recomendada em 17/12/14. Os $10,00 de incremento no preço das ações permitiu um retorno de 26,67% para o investidor.

O objetivo de curto prazo teve foi alcançado em 22/01/15. O aumento de $5.00 USD permitiu um retorno de 13,33%.

A companhia grega Tsakos Energy Navigation (TNP), alcançou o objetivo de longo prazo em 14/05/15. A ação foi originalmente recomendada em 23/02/15. O incremento de $2,30 USD no preço da ação permitiu um retorno de 31,12%.

Os objetivos de de curto e médio prazo foram alcançados em 24/03/15 e 06/04/15, respectivamente. Os aumentos de $0,077 USD e USD1,56 permitiram um retorno de 10,25% e 21,11%.

Número de objetivos alcançados na semana anterior

08 de maio, 2015 – 1 objetivo alcançado

01 de maio, 2015 – 3 objetivos alcançados

24 de abril, 2015 – 2 objetivos alcançados

17 de abril, 2015 – 5 objetivos alcançados

10 de abril, 2015 – 3 objetivos alcançados

@ 2015 The Day Trading Academy. Todos os direitos reservados. Este trabalho baseia-se em análises próprias, entrevistas, boletins de imprensa corporativos e extensa pesquisa conduzida através de itens de investimento, eventos e experiência em investimentos. Ele pode conter erros, sendo que você não deve tomar qualquer decisão financeira com base apenas no que aqui está escrito. O seu dinheiro é de sua responsabilidade. Tal como acontece com qualquer investimento, não há nenhuma garantia contra perdas. Os membros devem estar cientes de que os mercados de investimento tem riscos inerentes e não pode haver nenhuma garantia de lucros futuros. Da mesma forma, o desempenho passado não é garantia de resultados futuros. O único propósito desta publicação é fornecer informações relativas a investimento, educação, opiniões de assinantes, análises e recomendações apresentadas aos membros, para o uso exclusivo dos membros.