Investing & Day Trading Education:  Day Trading Academy
Free ebooks Library zlib project z-library zlibrary project

Revisão semanal, 14 de agosto de 2015

14 de Agosto de 2015

Por Jeffrey Hagenmeier

O mercado de ações americano está agora no seu nível mais baixo em 6 meses.

A grande notícia da semana foi a desvalorização do yuan pelo governo chinês, na terça e na quarta-feira. A diminuição foi equivalente a 4% do valor em relação ao Dólar dos Estados Unidos (USD). Os mercados ao redor do mundo desmaiaram com a notícia, com os preços das commodities sendo afetados também, em especial a das commodities relacionadas a energia. As ações começaram a se recuperar na quinta-feira, quando o Banco Central chinês impediu uma maior desvalorização do yuan.

Os Estados Unidos reportaram um aumento de vendas no varejo de 0,06% em julho e, uma revisão dos números de junho, de -0,03% para inalterado. Isto foi, em parte, responsável pela pequena alta das ações na quinta-feira.

O Primeiro Ministro grego Alex Tsipras

O acordo da dívida grega estava sendo votado ontem. Um acordo financeiro no valor de até 86 bilhões de euros, o equivalente a $94,5 bilhões de dólares (Dólar dos Estados Unidos) pode ser finalizado em breve. A data é importante, porque é quando a Grécia deverá pagar os 3,5 bilhões devidos ao BCE (Banco Central Europeu). Em resposta às negociações otimistas, o mercado de ações grego está desfrutando de uma ligeira retomada, da queda massiva (23%) que ocorreu quando os mercados reabriram no início da semana passada. A questão agora é saber se o Parlamento alemão também irá aprovar o pacote.

A agência de notação internacional Moody, rebaixou a nota de crédito do Brasil para Baa3, que o coloca em um nível não muito bom, o mais baixo dos graus de investimento de qualidade média. Apesar do rebaixamento, o Brasil permanece dentro do chamado grau de investimento, mas com a nota mais baixa dentro da classificação que garante ao país o selo de bom pagador da sua dívida. Os motivos citados foram a desaceleração da economia, o aumentando os gastos do governo e a falta de progresso das reformas econômicas.

O excesso global de petróleo está previsto para durar até o próximo ano. Embora a demanda esteja aumentando e os suprimentos estejam se estabilizando, isso não será suficiente para eliminar o excedente que existe no mercado mundial.

A demanda por ouro caiu para seu nível mais baixo em 6 anos, no 2º trimestre. A desaceleração veio principalmente por causa da redução do consumo na China e na Índia. Estes dois países são alguns dos maiores consumidores de metais preciosos do mundo, especialmente ouro e prata.

O FMI (Fundo Monetário Internacional) está mantendo sua projeção de reduzido crescimento global do PIB, para o ano de 2015. A previsão passou de 3,5% para 3,3%. A última queda tinha ocorrido em janeiro. O crescimento estimado para 2016 permanece em 3,8%, mas pode ser revisto também.

O preço do óleo bruto americano WTI (West Texas Intermediate) para os contratos de agosto está agora em $42,24 USD. Isto representa uma perda de 5,71% para a semana. O valor do petróleo tem estado em declínio constante há dois meses, com uma perda total de 43,66% durante este período. Na quinta-feira, o valor do petróleo caiu para o menor preço desde março de 2009, ficando em $41,91 USD.

08/07/15         $44.65

07/31/15         $48.37

07/24/15         $48.79

07/17/15         $50.96

07/10/15         $52.83

07/03/15         $56.50

06/26/15         $59.64

06/19/15         $60.42

06/12/15         $60.68

06/05/15         $57.94

05/28/15         $57.68

05/21/15         $60.72

05/14/15         $59.88

05/07/15         $58.94

04/30/15         $59.72

04/23/15         $57.74

04/16/15         $56.71

A baixa das 52 semanas do petróleo foi de $41,91 USD, sendo que a alta foi de $93,34 USD. A baixa foi alcançada ontem. A presente queda no preço é devido à abundância de oferta e da pequena probabilidade de um corte na produção tanto por parte da OPEP, quanto por parte de outros grandes produtores de petróleo, como os Estados Unidos. No entanto, a Arábia Saudita anunciou que vai começar a reduzir a sua produção. Além disso, em breve o Irã poderá ser autorizado a vender petróleo, baixando ainda mais os preços da commodity no mercado internacional. Essa queda também é devida a desaceleração da economia mundial.  Outro fator que está baixando o preço do petróleo para os americanos é que o ele é vendido em dólares; à medida que a moeda vai se valorizando, o preço do óleo bruto nos EUA cai.

No mercado internacional, o óleo tipo Brent está cotado em $49,23 USD esta semana. É essencialmente o mesmo preço da semana passada. O valor do óleo já está em declínio há dois meses. A perda total durante esse período já atinge $15,74 USD ou 31,97%. A baixa das 52 semanas do Brent é de $48,90 USD, já a alta das 52 semanas é de $103,95 USD. A baixa foi atingida na semana passada.

08/07/15         $49.70

07/31/15         $53.31

07/24/15         $55.46

07/17/15         $57.03

07/10/15         $58.57

07/03/15         $61.80

06/26/15         $63.36

06/19/15         $64.30

06/12/15         $64.97

06/05/15         $62.08

05/28/15         $62.58

05/21/15         $66.54

05/14/15         $66.59

05/07/15         $65.54

04/30/15         $66.79

04/23/15         $64.85

04/16/15         $63.98

Houve um aumento nos preços do ouro esta semana. O ouro está sendo vendido agora por $1.115,70 dólares. O ganho para a semana é 2,30%. O metal estava em retiro durante 7 semanas. A perda total para o período já chegou a 10,31%. O atual valor desse metal precioso é o mais baixo dos últimos cinco anos e meio. Os recentes preços do ouro são os seguintes:

08/07/15         $1,090.60

07/31/15         $1,089.30

07/24/15         $1,091.40

07/17/15         $1,145.50

07/10/15         $1,161.50

07/03/15         $1,166.70

06/26/15         $1,173.90

06/19/15         $1,203.00

06/12/15         $1,182.40

06/05/15         $1,177.40

05/28/15         $1,188.80

05/21/15         $1,207.30

05/14/15         $1,222.40

05/07/15         $1,184.60

04/30/15         $1,185.20

04/23/15         $1,194.50

04/16/15         $1,198.80

O preço à vista da prata ontem foi de $15,52 USD, um aumento de 4,94% em relação a semana passada. O valor da prata vinha caindo por praticamente 6 semanas, com a ligeira exceção de duas semanas atrás. A perda total para o período é de 9,94%.

08/07/15         $14.79

07/31/15         $14.84

07/24/15         $14.76

07/17/15         $15.09

07/10/15         $15.52

07/03/15         $15.78

06/26/15         $15.94

06/19/15         $16.26

06/12/15         $16.11

06/05/15         $16.18

05/28/15         $16.76

05/21/15         $17.55

05/14/15         $17.23

05/07/15         $16.38

04/30/15         $16.20

04/23/15         $15.95

04/16/15         $16.37

A platina estava em declínio durante 7 semanas, para uma perda total de 24,14% durante esse período. Esta semana o preço aumentou, terminando em $996,00 USD. Isto representa um ganho de $39,00 USD, ou 4,08% para a semana.

08/07/15         $957.00

07/31/15         $993.00

07/24/15         $981.00

07/17/15         $1,014.00

07/10/15         $1,029.00

07/03/15         $1,090.00

06/26/15         $1,188.00

06/19/15         $1,186.00

06/12/15         $1,111.00

06/05/15         $1,103.00

05/28/15         $1,119.00

05/21/15         $1,159.00

05/14/15         $1,162.00

05/07/15         $1,134.00

04/30/15         $1,146.00

04/23/15         $1,139.00

04/16/15         $1,163.00

O paládio tem estado em declínio já fazem 6 semanas, exceto por um ligeiro aumento ocorrido duas semanas atrás. A perda total está agora em 15,42%. Esta semana ocorreu uma reversão, com o valor do metal terminando em $620,00 USD. Isto representa um aumento de $17,00 USD, ou 2,82%.

08/07/15         $603.00

07/31/15         $624.00

07/24/15         $620.00

07/17/15         $634.00

07/10/15         $640.00

07/03/15         $696.00

06/26/15         $681.00

06/19/15         $724.00

06/12/15         $748.00

06/05/15         $758.00

05/28/15         $788.00

05/21/15         $784.00

05/14/15         $784.00

05/07/15         $783.00

04/30/15         $781.00

04/23/15         $774.00

04/16/15         $784.00

A New York Stock Exchange (NYSE) Dow Jones Industrial Average (DJIA) sofreu a maior queda em um dia, em mais de dois anos, na segunda-feira, há seis semanas atrás. Cinco semanas atrás, o índice continuou sua marcha para baixo, em resposta as negativas notícias da China e da Grécia. Quatro semanas o índice conseguiu uma boa recuperação, com um ganho de 571,63 pontos, ou 3,26%. Três semanas atrás, houve outra inversão na DJIA, com o índice perdendo mais 388,30 pontos, ou um declínio de 2,19%. Duas semanas atrás, assistimos a uma ligeira recuperação. Na semana passada, a média do índice ficou em 17.428,43. Isto representa uma perda adicional de 316,65 pontos, ou 1,82%. Esta semana o índice caiu ainda mais, fechando em 17.408,25, depois de uma queda dramática no início da semana. A bolsa está em seu nível mais baixo desde fevereiro.

08/07/15         17428.43

07/31/15         17745.08

07/24/15         17731.95

07/17/15         18120.25

07/10/15         17548.62

07/03/15         17730.11

06/26/15         17890.36

06/19/15         18115.84

06/12/15         18044.31

06/05/15         17905.58

05/28/15         18126.12

05/21/15         18285.74

05/14/15         18252.24

05/07/15         17924.06

04/30/15         17840.52

04/23/15         18058.69

04/16/15         18105.77

A americana Standard & Poor (S&P) 500 fechou há cinco semanas com uma perda de 1,24%. O índice já havia sofrido a pior queda há seis semanas atrás, segunda-feira, em mais de um ano. Quatro semanas atrás, houve um ganho de 72,98 pontos, ou 3,54%. Três semanas atrás, a bolsa sofreu uma ligeira queda de 23,89 pontos, ou apenas 1,14%. Duas semanas atrás, o índice terminou com um pequeno aumento. Na semana passada a bolsa diminuiu 23,66 pontos, ou uma perda de 1,13%. Esta semana, após um grande mergulho, o índice conseguiu se recuperar, fechando em 2.083,39, basicamente o mesmo que na semana passada.

08/07/15         2084.97

07/31/15         2108.63

07/24/15         2102.15

07/17/15         2126.04

07/10/15         2051.31

07/03/15         2076.78

06/26/15         2102.31

06/19/15         2121.24

06/12/15         2109.14

06/05/15         2095.84

05/28/15         2120.79

05/21/15         2130.82

05/14/15         2121.1

05/07/15         2088

04/30/15         2085.51

04/23/15         2112.93

04/16/15         2104.99

A NASDAQ americana tinha atingido várias altas históricas em junho, indo muito além do recorde anterior, no ano de 2000, pouco antes do fim do boom do dot.com. Ela estava acima de 5.000 durante 2 meses.  Quatro semanas atrás, o índice terminou com um aumento de 240,78 pontos, ou 4,89%. Três semanas atrás, a bolsa terminou com um ligeiro declínio de 16,77 pontos, ou 0,33%. Duas semanas atrás, as perdas continuaram, com uma queda adicional de 0,34%. Na semana passada, a bolsa terminou com uma perda adicional de 71,87 pontos, ou 1,42%. Esta semana o declínio continuou, terminando em 5.033,56, ou, um ligeiro decréscimo de 0,46%.

08/07/15         5056.92

07/31/15         5128.79

07/24/15         5146.41

07/17/15         5163.18

07/10/15         4922.4

07/03/15         5009.21

06/26/15         5112.19

06/19/15         5132.95

06/12/15         5082.51

06/05/15         5059.13

05/28/15         5097.98

05/21/15         5090.79

05/14/15         5050.8

05/07/15         4945.54

04/30/15         4941.42

04/23/15         5056.06

04/16/15         5007.79

A alemã DAX tinha estado em uma grande reversão durante semanas. O indicador tinha flertado com e excedido o benchmark de nível 12.000, durante várias semanas em abril. Sete semanas atrás, houve finalmente um impulso para o índice, chegando a 11.473,13, um ganho de 372,83 pontos. Isto representou um aumento de 3,36%. O índice conseguiu se recuperar das perdas de junho. Seis semanas atrás, a bolsa mergulhou novamente, em um total de 373,78 pontos. Cinco semanas atrás, mergulhou abaixo do valor de referência de 11 mil. Quatro semanas atrás ocorreu uma importante reversão, com o índice terminando com um ganho de 720,35 pontos, ou 6,84%.  Três semanas atrás, o mercado recuou novamente com uma perda de 204,65 pontos, ou 1,78%. Duas semanas atrás a bolsa terminou com mais uma perda de 2,26%. Na semana passada, o índice subiu até 11.585,10, com um ganho de 327,95 pontos, ou 2,91%. A bolsa terminou em 11.014,63 esta semana. Isto representa uma perda adicional de 570,47 pontos, ou 5,18%.

08/07/15         11585.1

07/31/15         11257.15

07/24/15         11512.11

07/17/15         11716.76

07/10/15         10996.41

07/03/15         11099.35

06/26/15         11473.13

06/19/15         11100.3

06/12/15         11298.6

06/05/15         11340.6

05/28/15         11677.57

05/21/15         11864.59

05/14/15         11559.82

05/07/15         11407.97

04/30/15         11454.38

04/23/15         11723.58

04/16/15         11988.86

A britânica FTSE 100, nesta quinta-feira, ainda estava abaixo do nível de 7000, como tem estado durante 10 semanas. A queda seis semanas atrás foi de 177,35 pontos, ou 2,67%.  Cinco semanas atrás, houve uma nova diminuição de 48,84 pontos. Quatro semanas atrás, o índice moveu na direção oposta, terminando com um ganho de 214,82 pontos, ou 3,26%. Três semanas atrás, houve uma outra reversão, com a bolsa registrando uma perda adicional de 141,44 pontos, ou, um declínio de 2,13%. Duas semanas atrás a bolsa terminou com um ligeiro aumento. Na semana passada, o índice terminou com um aumento de 78,22 pontos, ou 1,17%. Esta semana, a bolsa ficou em 6.568,33. Isto representa mais uma perda de 2,72%.

08/07/15         6747.09

07/31/15         6668.87

07/24/15         6655.01

07/17/15         6796.45

07/10/15         6581.63

07/03/15         6630.47

06/26/15         6807.82

06/19/15         6707.88

06/12/15         6833.33

06/05/15         6859.24

05/28/15         7040.92

05/21/15         7013.47

05/14/15         6973.04

05/07/15         6886.95

04/30/15         6960.63

04/23/15         7053.67

04/16/15         7060.45

O STOXX 50 Europeu terminou esta semana em 3.516,15. Seis semanas atrás a bolsa teve uma queda de 147,66 pontos ou, um declínio de 4,26%. Há cinco semanas atrás ela voltou a diminuir, em 43,22 pontos. Quatro semanas atrás, testemunhou um ganho de 256,38 pontos, ou 7,50%.  Três semanas atrás ocorreu uma nova redução, de 1,15%.  Duas semanas atrás, ela teve uma perda adicional de 1,42%. Na semana passada ocorreu uma reversão, com o índice terminando com um aumento de 84,68 pontos, ou 2,36%. Esta semana, o declínio foi de 152,32 pontos ou, uma perda de 4,33%.

08/07/15         3668.47

07/31/15         3583.79

07/24/15         3634.64

07/17/15         3676.41

07/10/15         3420.03

07/03/15         3463.25

06/26/15         3610.91

06/19/15         3450.45

06/12/15         3541.63

06/05/15         3556.38

05/28/15         3650.71

05/21/15         3688.72

05/14/15         3602.22

05/07/15         3556.21

04/30/15         3615.59

04/23/15         3697.88

04/16/15         3751.72

A japonesa Nikkei, ajudada pela notícia de que o país estava tendo um superávit comercial pela primeira vez em 3 anos, ficou acima de 20.000 mais de três meses atrás. No entanto, houve uma importante reversão oito semanas atrás, com o índice encerrando abaixo de 20.000 pela primeira vez desde meados de maio. Ajudado por notícias econômicas internas mais favoráveis, o índice subiu novamente sete semanas atrás. O aumento foi de 780,58 pontos, ou 3,90%. Seis semanas atrás, o índice caiu um pouco, com um declínio de 248,90 pontos. Cinco semanas atrás, caiu abaixo de 20 mil novamente com uma perda de 667 pontos (3,36%).  Quatro semanas atrás, a troca terminou com um ganho de 744,62 pontos, ou 3,75%. Três semanas atrás, o índice avançou em 83,83 pontos. Duas semanas atrás a troca terminou com uma perda de 161,12 pontos. Na semana passada, ela terminou um pouco mais alta em 20.664,44, um aumento de 141,61 pontos, ou 0,54%. Esta semana, a troca caiu novamente para 20.595,55, mais uma perda de 68,89 pontos.

08/07/15         20664.44

07/31/15         20522.83

07/24/15         20683.95

07/17/15         20600.12

07/10/15         19855.5

07/03/15         20522.5

06/26/15         20771.4

06/19/15         19990.82

06/12/15         20382.97

06/05/15         20488.19

05/28/15         20551.46

05/21/15         20202.87

05/14/15         19570.24

05/07/15         19291.99

04/30/15         19520.01

04/23/15         20187.65

04/16/15         19885.77

A HANG SENG de Hong Kong encerrou o pregão com 24.014,83, essencialmente o mesmo que na semana passada. Sete semanas atrás, o índice havia registrado um aumento de 503,59 pontos (1,89%) para a semana. Seis semanas atrás, caiu 870,40 pontos, ou uma perda de 3,31%.  Cinco semanas atrás, a bolsa sofreu uma queda ainda maior, um total de 1.902,09 pontos, ou uma perda de 7,79%. Quatro semanas atrás, o índice experimentou um aumento de 705,08 pontos, ou um aumento de 2,89%. Três semanas atrás, o aumento foi de 283,85 pontos, ou 1,13%. Duas semanas atrás, a perda foi de um total de 873,60 pontos ou, um declínio de 3,56%. Na semana passada, houve uma queda adicional de 151,06 pontos, ou, uma perda de 0,62%.

08/07/15         24393.81

07/31/15         24544.87

07/24/15         25418.47

07/17/15         25134.62

07/10/15         24429.54

07/03/15         26331.63

06/26/15         27202.03

06/19/15         26698.44

06/12/15         26932.58

06/05/15         27540.99

05/28/15         27454.31

05/21/15         27286.86

05/14/15         27289.97

05/07/15         28138.79

04/30/15         27863.29

04/23/15         27739.71

04/16/15         26944.39

04/09/15         25263.23

A australiana S&P/ASX 200 experimentou um declínio, há seis semanas atrás, de 0,59%. Cinco semanas atrás, o índice teve uma perda adicional de 128,85 pontos, ou 2,36%. Quatro semanas atrás, terminou com um aumento de 198,64 pontos, ou 3,63%. A bolsa sofreu uma queda três semanas atrás, de 79,32 pontos ou 1,42%. Duas semanas atrás, o índice teve um aumento de 79,23 pontos ou, um ganho de 1,42%. Na semana passada, houve um declínio de 59,42 pontos, ou 1,06%. O índice terminou em 5.387,87 esta semana, com uma perda de 222,23 pontos, ou 4,12%.

08/07/15         5610.1

07/31/15         5669.52

07/24/15         5590.29

07/17/15         5669.61

07/10/15         5470.97

07/03/15         5599.82

06/26/15         5632.72

06/19/15         5524.89

06/12/15         5556.7

06/05/15         5504.3

05/28/15         5713.1

05/21/15         5662.3

05/14/15         5696.5

05/07/15         5645.7

04/30/15         5790

04/23/15         5844.77

04/16/15         5947.47

Com relação ao câmbio, o euro valorizou essa semana, agora cotado a $1,12 USD. Isso ajuda a reverter o declínio de 4,59%, que ocorreu nas últimas sete semanas. Isto representa um ganho de 2,75% para a semana. A paridade ainda é uma forte possibilidade e, vai se tornar muito mais provável, caso o Federal Reserve nos Estados Unidos elevar as taxas de juros. Todavia, a elevação da taxa básica de juros americana pode ser adiada até o próximo ano.

08/07/15         $1.09

07/31/15         $1.09

07/24/15         $1.10

07/17/15         $1.09

07/10/15         $1.10

07/03/15         $1.11

06/26/15         $1.12

06/19/15         $1.14

06/12/15         $1.12

06/05/15         $1.12

05/28/15         $1.10

05/21/15         $1.11

05/14/15         $1.14

05/07/15         $1.12

04/30/15         $1.08

O iene japonês terminou cotado em 124,43 para cada $1,00 USD. Isto representa uma valorização de 0,27%.

08/07/15         124.77

07/31/15         124.2

07/24/15         123.89

07/17/15         124.16

07/10/15         121.36

07/03/15         123.06

06/26/15         123.56

06/19/15         122.92

06/12/15         123.62

06/05/15         124.42

05/28/15         123.84

05/21/15         121.05

05/14/15         119.41

05/07/15         119.71

04/30/15         119.53

04/23/15         119.59

04/16/15         119.02

A libra britânica valorizou esta semana em 0,65%, a nova taxa de conversão para a semana é de $1,56 USD para 1 libra britânica.

08/07/15         $1.55

07/31/15         $1.56

07/24/15         $1.55

07/17/15         $1.56

07/10/15         $1.54

07/03/15         $1.56

06/26/15         $1.57

06/19/15         $1.59

06/12/15         $1.55

06/05/15         $1.54

05/28/15         $1.53

05/21/15         $1.57

05/14/15         $1.58

05/07/15         $1.54

04/30/15         $1.54

04/23/15         $1.51

04/16/15         $1.49

O Boletim de Investimentos tem 1 target fill para reportar esta semana.

A Valero Energy (VLO) é uma empresa de energia com sede nos Estados Unidos, que é uma grande fabricante de combustíveis para transporte. É uma empresa que esta listada na Fortune 500, com uma capitalização de mercado superior a $34 bilhões. A ação foi originalmente recomendada no dia 25/02/15. O preço sugerido de entrada foi de $59,99 USD. A ordem de compra foi preenchida no dia 02/04/15. O objetivo de longo prazo foi colocado em $70,00 USD e preenchido em 12/08/15. O aumento de $10,01 USD no preço da ação permitiu um retorno sobre o investimento de 16,69%.

Número de objetivos alcançados nas semanas anteriores

07 de agosto, 2015 – 2 objetivos alcançados

31 de julho, 2015 – 1 objetivo alcançado

24 de julho, 2015 – 1 objetivo alcançado

17 de julho, 2015 – 3 objetivos alcançados

10 de julho, 2015 – 1 objetivo alcançado

03 de julho, 2015 – Nenhum objetivo alcançado

26 de junho, 2015 – 3 objetivos alcançados

19 de junho, 2015 – 2 objetivos alcançados

12 de junho, 2015 – 2 objetivos alcançados

05 de junho, 2015 – 4 objetivos alcançados

22 de maio, 2015 – 2 objetivos alcançados

15 de maio, 2015 – 2 objetivos alcançados

08 de maio, 2015 – 1 objetivo alcançado

01 de maio, 2015 – 3 objetivos alcançados

24 de abril, 2015 – 2 objetivos alcançados

17 de abril, 2015 – 5 objetivos alcançados

10 de abril, 2015 – 3 objetivos alcançados

@ 2015 The Day Trading Academy. Todos os direitos reservados. Este trabalho baseia-se em análises próprias, entrevistas, boletins de imprensa corporativos e extensa pesquisa conduzida através de itens de investimento, eventos e experiência em investimentos. Ele pode conter erros, sendo que você não deve tomar qualquer decisão financeira com base apenas no que aqui está escrito. O seu dinheiro é de sua responsabilidade. Tal como acontece com qualquer investimento, não há nenhuma garantia contra perdas. Os membros devem estar cientes de que os mercados de investimento tem riscos inerentes e não pode haver nenhuma garantia de lucros futuros. Da mesma forma, o desempenho passado não é garantia de resultados futuros. O único propósito desta publicação é fornecer informações relativas a investimento, educação, opiniões de assinantes, análises e recomendações apresentadas aos membros, para o uso exclusivo dos membros.